sexta-feira, 18 de julho de 2008

então vai  continuar tudo assim.
antes a porta da garagem abriu e quando a porta da garagem é hora de tentar voltar a habitar esse mundo e tentar fazer de mim uma pessoa normal. um filho como o filho da vizinha. mas ele joga bola. e eu nem sei o quê eu sou. ele sempre jogou bola. e nunca soube que eu sou.

quando a porta da garagem abre eu desligo o som. fico um tempo parado pensando se deveria fingir estar dormindo. lembro do desodorante. espirro desodorante por todo o quarto o que não me dá NENHUMA espécie de prazer. o cheiro é frio demais e o preço é bem caro e isso é uma daqueles coisas que eu penso quando tento definir o que pode ser "jogar dinheiro fora". às vezes as minhas frases são longas demais e eu esqueço o que estava falando no meio dela. há algum mal nisso? você leva a sério as perguntas que eu te faço? você acredita na anticarpintaria dos espaços virtuais? você acredita na anticarpintaria da vida? você ri quando me ouve falar? você chora toda a vez que fica em silêncio? eu queria saber mais sobre você. mas tenho vergonha de te perguntar. eu não sei por qual nome te chamar. nunca saberei.

o problema é sempre ter que demandar energia demais para as coisas da vida. deve ser por isso que tenho estado cansado. pela primeira vez na vida eu tenho um nome a guardar. e cansa guardar o próprio nome. como é complicado manter esse filha da puta. como é difícil sempre se irritar além do tamanho real de cada problema. é tudo grande demais. e é complicado suportar quando fica assim. controlar a minha conta é coisa que nunca fiz. nunca tive a minha conta e a minha conta nunca teve dinheiro ganho do meu trabalho. todo o dinheiro que ganhei passou por mim para o que eu devia e eu nunca pude planejar nada para a frente pq todas as dívidas pendiam nas minhas costas. e eu era mais leve. e eu ria mais. e eu acreditava que a felicidade estava longe. num lugar que seria para inabitado forever. inabitado forever. felicidade. e eu era mais feliz. ou menos triste.

quando alguma amiga que teve filhos entra no msn eu nunca puxo assunto. parece que estou sempre roubando de outro filho um tempo que não foi meu.

Um comentário:

sara lee disse...

eu acho e vc tah com sindrome de morar com os pais de novo. acho que é hora de sair do ninho outra vez, agora que vc ja deu aquela rejuvenecidade bááááásica. é pra isso que serve voltar atrás

Twitter Updates

    follow me on Twitter

    Seguidores