quinta-feira, 2 de abril de 2009



Toca  nina Simone nesse pequeno café onde venho todos os dias. Onde, a cada dia, escrevo mais uma pequenina parte desse pequeno romance.  Estrangeiros estão em todos os lugares para onde eu olhe. Os homens usam bigodes. As xícaras contem restos de café  e as arvores perdem as suas folhas numa velocidade impressionante.

Do outro lado do vidro da janela a cidade está parada pq hoje aqui é feriado. Na mesa ao lado da minha há uma garota bonita e ela tem um computador exatamente igual ao seu. Um pequeno computador branco do tamanho de um caderno infantil.  Estranho. Mas quase tudo aqui me faz lembrar de você.

Ontem fui jantar no DesdeAlAlma. Um bistrô francês com cara de casa de praia e pequenas mesas em salas menores ainda. No salão principal, bastante pequeno, há uma imensa arvore crescendo e saindo para fora pelo telhado. Combinamos de passar o fim de semana em colônia do sacramento. Tomara que vejamos o sol se por dentro do rio da prata. É sempre tão bonito ver o sol cair ao sul da America do sul.

Vou pedir a conta. E caminhar sem rumo por essa cidade que quanto mais habito, mais eu desconheço. Leia a biografia de Andreas caicedo. E descubra mais um pouco de nós.

2 comentários:

Esmir disse...

:)

E.F disse...

Agora com novo endereço...

Twitter Updates

    follow me on Twitter

    Seguidores